Médicos denunciam descontos indevidos e condições precárias de trabalho no SAMU de São José dos Pinhais

O Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná (SIMEPAR) recebeu denúncia de médicos de que o SAMU/SIATE do município de São José dos Pinhais, descontou do pagamento dos profissionais contratados por RPA relativos a atrasos de horário de chegada. No entanto, não pagou aos médicos as horas que eles trabalharam além da jornada estabelecida em contrato de trabalho.

De acordo com os denunciantes, eles conversaram pessoalmente com Controle Interno e PGM do Município sobre as questões que envolvem o plantão, tais como troca de plantão, paciente grave/complexo que demanda maior tempo, acionamento de Viaturas em código 1 com saída imediata da equipe que demandam atendimento médico que ultrapassa o plantão

“A princípio a resposta foi da possibilidade de ajuste com justificativas, portando, no outro dia a informação foi de impossibilidade da correção, sem formalidade, apenas verbal, pois senão não receberiam. Ainda, informamos que a princípio teremos furos de escalas, mas mantendo uma VTR em cada PJ SAMU/SIATE – desde que não haja fatores inesperados como licenças por motivo de saúde e demais previstas em Lei”, relata trecho da denúncia.

Na correspondência recebida pelo SIMEPAR, os médicos de São José afirmam ainda que não lhes foram permitidos manter RPA e os contratos por CLT via Teste Seletivo para complementar o serviço ainda estão tramitando alguns efetivados e outros não. Existe uma expectativa de que se inicie efetivação de mais médicos a partir da próxima semana. A complexidade maior do cenário é na UPA Afonso Pena

As mesmas denúncias que chegaram ao SIMEPAR, os médicos de São José dos Pinhais também encaminharam ao Conselho Regional de Medicina (CRM). O presidente do SIMEPAR, Mario Antonio Ferrari informa que a Assessoria Jurídica do Sindicato já foi acionada para tomar as providências cabíveis sobre as denúncias feitas pelos profissionais relativas as condições de trabalho na SAMU/SIATE do município.  Os primeiros efeitos da reforma trabalhista começam a se verificar.”, informou o dirigente.

 



Nome
Email
PARCEIROS


FILIADO A